13 de abr de 2016

Casa nova!

2016 começou com tudo! A Aurora chegou na minha vida e tudo parece mais lindo. Parece não, é. 
Com muita satisfação quero contar pra vocês que estamos de casa nova. Sim, o wiki está de casa e cara nova. 

Parece que foi ontem que eu voltei de um passeio pelo bairro em Bogotá e me senti tão inspirada e abraçada pelo sol que fiz este post aqui. De uma simples salada de frutas, nasceria um blog.  

Parando pra analisar, é muito legal ver minha evolução como cozinheira, fotógrafa e escritora. E como sou muito apegada a esta versão aqui, que está comigo desde 2007, ela vai ficar aqui disponível no blogspot.





Esse é o layout novo. Tá mais moderno, as fotos estão mais bacanudas, o menu mais fácil de navegar, tem categorias e receitas com uma pegada mais saudável. A única coisa que continua igual é a cozinha e a vontade de fazer comida gostosa, bonita e que abrace a gente pelo estômago .

Continua no endereço www.wikifood.com.br esperando vocês pra continuar dividindo esse amor todo comigo. Vai lá e me conta o que você achou. 

bjs

Karina 


19 de ago de 2015

Toda torta precisa de recheio

No post passado contei pra vocês uma receita que era figurinha carimbada no jantar lá em casa. Da minha infância até os dias de hoje a torta de liquidificador vira e mexe aparece pra lanche ou jantar. Nada mais justo agora explicar como faço o recheio de frango. Não tem segredos mas eu prefiro fazer e congelar as porções. Assim quando a fome apertar e o tempo for curto, o que parece complicado fica simples.  


Recheio de frango para torta 

Rende 01 torta média  (12 pedaços)    |   Tempo de preparo: 45 min 


Ingredientes  

02 colheres de sopa de óleo ou azeite 
200 gr de peito de frango desfiado
½ cebola picada
02 tomates picados e sem casca
100 gr de ervilha
02 colheres de sopa de azeitonas picadas
02 colheres de sopa de farinha de trigo
01 xícara de água ou caldo frango (use a agua do cozimento do frango)
01 colher de chá de sal
01 folha de louro e talos de salsinha para o caldo de frango
Salsinha picada 
Pimenta do reino a gosto

Modo de preparo 

1 - Cozinhe o frango em 02 xícaras de água,  sal e os aromáticos (talos de salsinha de folha de louro) por aproximadamente 25 minutos ou 10 minutos na panela de pressão. 

2 - Desfie o frango. Coe o caldo e reserve. Até aqui. Se você tiver aquele frango assado do domingo na geladeira, substitua por ele. Daí o caldo pode ser de legumes. 

3 - Em uma panela em fogo médio, aqueça o azeite e doure a cebola. Acrescente o frango desfiado e mexa uma pouco.

4 - Adicione a farinha de trigo e deixe ela cozinhar. Mexa sempre até que ela peque um pouco de cor. Junte o tomate e mexa até que ele comece a cozinhar. Depois, o caldo de frango. 

5 - Quando levantar fervura, abaixe o fogo e junte a ervilha e a azeitona. Prove o sal e ajuste se necessário.

6 - Desligue o fogo e adicione a salsinha e pimenta do reino. Deixe esfriar antes de usar como recheio de tortas.

14 de ago de 2015

Prático, gostoso e saudável?

Eu me lembro da minha mãe trabalhando muito e voltando pra casa sempre com a tarefa de colocar a janta na mesa. Teve uma época que ela dava aula de manhã, de tarde e de noite e ainda assim nos intervalos estava sempre lá alimentando a família.

Pra que tudo desse certo, horas do fim de semana eram passadas dentro da cozinha e claro, o trajeto da escola até em casa não levava 10 minutos de carro.

Essa torta, tão fácil e rápida de fazer aceita qualquer recheio. Os mais frequentes eram de queijo e presunto com orégano e atum com tomate e cebola. Eu já fiz uma versão até com a salsicha que havia sobrado do cachorro quente e deu muito certo.

A primeira versão da receita, estava no caderno da minha vó com o nome de "Torta da Chiquinha" - ela usava farinha de trigo branca e não colocava queijo parmesão na massa. A receita passou de mãe para as filhas e netas como "Torta de liquidificador". No caderno da minha mãe ela nem aparece porque era tão corriqueira que a lista de ingredientes estava gravada na memória e o modo de fazer? Bater no liquidificador, oras!


Torta integral de liquidificador 

Serve 02 pessoas    |   Tempo de preparo: 30 min 


Para a massa 

Ingredientes  


04 ovos inteiros 
02 xícaras de farinha de trigo integral 
02 colheres de sopa de queijo ralado (opcional) 
01 xícara de leite 
1/2 xícara de óleo de girassol 
01 colher de sopa de fermento em pó 
01 colher de chá de sal 
01 colher de chá de orégano seco 
01 tomate em rodelas para decorar 


Modo de preparo 


1 - Prepare o recheio de sua preferência e reserve.

2 - Preaqueça o forno a 180ºC e unte uma assadeira de 30 x 23 cm com azeite. Eu descobri esse spray da Andorinha [http://www.azeiteandorinha.com.br/novidades/1/agora-na-versao-spray ] que é muito mais saudável que aqueles outros da PAM que são apenas práticos e nada mais.

3 - Coloque todos os ingredientes no liquidificador na ordem listada acima. Intercalar secos e líquidos no copo vai ajudar seu liquidificador a trabalhar. 

4 - Bata até ficar uma mistura homogênea. Se for necessário, pare o liquidificador e, com uma espátula, solte algum ingrediente que possa ter ficado preso nas laterais.

5 - Despeje metade da massa na assadeira. Distribua o recheio de maneira uniforme (todo pedaço merece recheio, certo?) e cubra com o restante da massa. Decore com rodelas de tomates e salpique orégano. 

6 - Asse por 25 a 30 minutos. Para esta massa de torta, o teste do palito também funciona. Já falei dele aqui e aqui  * - )

Um pedaço generoso dessa torta com uma salada de folhas faz um jantar leve e delicioso na semana. A da foto tem recheio de frango. Eu costumo fazer o recheio em dias que estou mais disposta. Pra mim é como nos dias de fazer caldo de carne, você ensaia um dia e depois vai lá e faz uma quantidade maior pra congelar. Não é tão simples quanto queijo e presunto mas tem sua recompensa. 


30 de jul de 2015

Comer por 2 não significa comer em dobro

Não sou nutricionista mas gosto de saber o que tem nos alimentos. De onde vêm. Qual a época do ano que posso comprar melhores produtos. Qual a família. Como é a planta. Sou daquelas que lê o rótulo completo e não apenas as calorias, sabe?

Sempre fui curiosa e agora, que não como apenas por mim, leio ainda mais sobre os nutrientes que preciso ingerir pra ter uma gravidez saudável e prover tudo o que o bebê precisa para se desenvolver. Desde que comecei a pesquisar sobre alimentos que uma grávida deveria ingerir, o inhame está presente pelo menos uma vez por semana no meu prato. Até agora não consegui passar das sopas, e culpo o frio desse inverno, mas já estou preparando uma seleção receitas de pães que merecem ser provados.

O inhame é rico em potássio, ferro e cálcio*. Quer mais um motivo pra inserí-lo na sua dieta? É uma delícia, prova este creme pra você ver. 


Creme de espinafre com inhame


Serve 02 pessoas    |   Tempo de preparo: 30 min

Ingredientes

200 gr de inhame
200 gr de espinafre
600 ml de água
01 colher de sopa de azeite
½ cebola média
Sal a gosto
Pimenta do reino e noz moscada (uma pitada de cada)
Queijo ralado (opcional)

Modo de preparo 


1 - Prepare o mise en place. Descasque a cebola e pique grosseiramente. Descasque e pique o inhame. Lave o espinafre.

2 - Em uma panela média, aqueça o azeite a doure a cebola.

3 - Acrescente o inhame e a água e cozinhe por 15 minutos ou até que o inhame fique bem macio. 

4 - Acrescente o espinafre e o sal e deixe ferver por mais 3 minutinhos ou até que o espinafre murche.

5 - Desligue o fogo e leve esse cozido ao liquidificador. Bata até ficar cremoso. 

Uma dica importante: Se o seu liquidificador tiver o copo de plástico, espere esfriar para bater. Se ele for de vidro,  pode bater morno mas sempre com a tampa pequena aberta e com a abertura protegida por um pano. 

6 - Por último, prove o sal e ajuste se necessário. Adicione a noz moscada e sirva com palitos de pão temperado ou torrada.

Fontes: 
Baby Center 
Revista Viva Saúde

14 de jul de 2015

A vida é ...

Já dizia a mãe do Forest Gump, "a vida é como uma caixa de bombons, você nunca sabe o que virá". Apesar de poético não deixa de ser verdade, a vida é realmente cheia de surpresas e quando você para de tentar controlar tudo e deixa os sabores para o destino, percebe que os melhores bombons ainda estão por vir.























E sabe o que é melhor do que ter um caixa de bombom? Ter com quem compartilhá-la. A Carla Falcão, uma amiga das antigas que reapareceu como um bombom Lindor na minha caixa de chocolate, me convidou pra dividir as panelas e o teclado com ela no Amigas na Cozinha. Um blog sobre culinária e maternidade com muito charme e tudo que um boa amizade deve ter. Carinho, comida boa e ótimas histórias. 

Estou feliz e animada, vamos pra cozinha mas leva o celular e continua ligada aqui no wiki e agora no Amigas na Cozinha

* - D

beijos,

Karina



18 de jun de 2015

Eu S2 o Pinterest

Depois de trabalhar 12 anos com marketing digital eu continuo amando a internet. Eu poderia dizer que não ligo mais pra cada aplicativo novo que sai ou uma rede social nova mas seria uma grande mentira. Eu continuo ligada e conectada mais tempo do que eu gostaria e o lugar do cyber espaço que anda ocupando horas da minha atenção é o Pinterest. Ele funciona como um mural pra você guardar fotos de coisas legais que tem por aí na internet. O mais legal é que você criar várias categorias e pesquisar referências de pessoas do mundo todo.

É claro que uma ferramenta tão fácil de navegar gera mais ideais que tempo para executá-las. É a lei do universo. E quando eu vi esta receita de bolo de banana mais light que o convencional, achei que não poderia enrolar tanto pra testá-la mesmo substituindo alguns ingredientes e foi assim, de ontem pra ontem.

O resultado ficou melhor do que eu esperava. Esta receita usa bananas pra substituir a gordura. Não vai óleo nem manteiga. Fica macio, úmido e bem chocolatudo. Vale a pena provar.



























Bolo de banana com duplo chocolate

Rendimento 12 pedaços          Tempo de preparo: 35 minutos


Ingredientes


03 bananas médias, maduras e amassadas.
¾ de xícara de açúcar mascavo
½ de xícara de applesauce ou purê de maçã (eu usei iogurte natural desnatado)
 01 colher de chá de extrato de baunilha
 01 ovo, levemente batido.
 01 xícara de farinha de trigo (eu usei integral)
 ½ xícara de cacau em pó
 01 colher de chá de fermento em pó
 ¼ colher de chá de sal
 01 xícara de chips de chocolate meio amargo (eu usei branco)
 mini chips de chocolate para decorar - opcional


Modo de preparo


1. Preaqueça o forno a 180º e unte uma assadeira de 20 x 20 cm com manteiga.

2. Em uma tigela grande, misture as bananas amassadas com o açúcar até que ele se dissolva e fique sem grumos.

3. Acrescente o purê de maçã, a baunilha e o ovo e mexa bem.

4. Em outra vasilha, misture os secos, ou seja, a farinha de trigo, o cacau, o fermento e o sal. Depois que esta mistura seca estiver uniforme, junte os chips de chocolate. Esta é uma ótima dica para que ele não afunde e fiquem bem distribuídos na massa.

5. Misture bem o conteúdo das duas vasilhas e despeje na assadeira untada. 

6. Salpique os chips de chocolate para decorar e asse por 25-30 minutos.

Esta é uma receita realmente fácil que encoraja qualquer um a entrar na cozinha e arregaçar as mangas. Mas mesmo assim vale algumas dicas:

- Este é um bolo pequeno, então, se você usar uma assadeira maior, ele não vai ficar tão fofo e assará mais rápido. Fique de olho nele, ok?

- Se quiser usar applesauce como na receita original, minha dica é usar papinha pra criança. O resultado será o mesmo. Eu usei iogurte porque não tenho nenhuma restrição a lactose.  Também usei farinha de trigo integral por ser uma opção mais saudável e acho que a banana deixa a massa bem molhadinha, o que permite substituir por outras farinhas também. Da próxima vez, vou testar com a de linhaça .


17 de abr de 2015

Segunda-feira sem carne

Eu não sou vegetariana mas apoio esta campanha. Toda segunda-feira, no intuito de voltar à dieta, e nos desfazer dos abusos do fim de semana, prestamos mais atenção na comida e por que não acrescentar um item? Além de fugir da gordura, podemos nos propor a evitar carne um único dia da semana, fácil, né?


Meatless monday, traduzido para o português como segunda-feira sem carne, é uma campanha que visa conscientizar as pessoas sobre a importância do que se põe no prato e na mesa.

É sabido que a produção de carne consome altíssimos níveis de água e energia e que no nosso mundo capitalista que visa o lucro acima de tudo, a indústria nem sempre escolhe os caminhos mais sustentáveis para seguir trazendo sérios danos à natureza e ao nosso ecosistema. Por isso ao tirar ao carne da sua alimentação um dia apenas na semana, você contribui para economizar água, energia e dinheiro, porque a proteína animal é o item mais caro do nosso cardápio. Só pra você ter uma ideia, ao deixar de lado o bife do almoço que seria de aproximadamente 150gr, você deixa de usar 2.335 litros de água. Quer saber mais vantages? Dá uma olhadinha aqui. No site da campanha no Brasil tem várias informações úteis e dicas de como participar.

Quer um empurrãzinho? Uma receita fácil e rápida que você faz com o que tiver na geladeira.

Mexido veggie

Rendimento: Serve 02 pessoas        |        Tempo de preparo: 20 minutos


Ingredientes

01 colher de sopa de óleo de coco
01 xícara de arroz cozido (branco ou integral)
¼ xícara de cenoura picada em cubos bem miúdos
½ xícara de abobrinha picada em cubos pequenos 
02 colheres de sopa de pimentão ​​picado bem miúdo
01 colher de sopa de linhaça em grão 
01 dente de alho amassado 
​01 ovo inteiro​
Pimenta do reino a gosto
Salsinha picada a gosto

Equipamento: frigideira ou panela

Preparo: 


​Deixe o todos os ingredientes picados e separados. A preparação é muito rápida portanto se você não tem muita prática, não vai ter tempo de picar a abobrinha enquanto mexe a cenoura.  ​

​Aqueça o óleo uma frigideira ​em fogo alto e adicione a cenoura. Deixe ela dourar um pouco para iniciar o processo de cozimento. Após 1 minuto, acrescente a abobrinha picada e o pimentão e o alho. 

O pimentão é opcional mas pode ser substituído por tomate ou salsão.  Pra quem não gosta de pimentão, recomendo dar uma chance pro amarelo. Ele é doce e aromático. Dá um toque muito especial. 

Por ultimo adicione o arroz cozido, mexa levemente e na sequencia, a adicione o ovo. Quebre o ovo numa vasilha antes pra garantir que ele não vai arruinar seu trabalho e abaixe o fogo. Mexa sem parar pra evitar que o ovo forme grumos. O ideal é que o ovo sirva de liga pra esse arroz integrando todos os elementos. Salpique pimenta do reino. Mexa, desligue o fogo e salpique a salsa picada. 

Está pronto. Com um pouco de prática, este prato fica pronto em 10 minutos.



fonte: Meatlessmonday.com

9 de abr de 2015

A beleza da beterraba

Sempre fui fascinada pela beterraba. Não pelo sabor mas pela cor. Aprendi a gostar de beterraba comendo ela cozida no feijão e fui incorporando a belezinha aos poucos na minha rotina.

Depois de criar uma sopa que é um verdadeiro sucesso pra cumbuca® eu percebi que muita gente adora beterraba mas não sabe muito bem o que fazer com ela. Tá aqui uma receitinha rápida, fácil e deliciosa. Vamos aproveitar que o outono chegou e é época de beterraba e  trazê-la pra mesa.



Salada de beterraba com salsinha


Rende: 6 porções para servir como entrada ou 3 para acompanhamento
Tempo de preparo: 30 min + 30 min de descanso

Ingredientes


1/4 xícara de suco de laranja (se não tiver laranja em casa pode ser substituído por suco de abacaxi ou caju)
1 colher de sopa de suco de limão
1/4 xícara de azeite de oliva extra virgem e um pouco mais pra decorar
500 gr de beterraba, parece muito mas são mais ou menos 02 beterrabas grandes - se for comprar na feira orgânica escolha tipos diferentes, sua salada vai ficar mais linda ainda
1/4 de uma cebola roxa - se não tiver substitua pela metade de cebola comum pois o sabor dela é mais forte
01 xícara de salsinha lavada e seca
Sal e pimenta do reino a gosto

Como adereço: ricota (opcional mas recomendável) ou  iogurte que já ensinei a fazer aqui e aqui.

Equipamento: Fatiador tipo mandolina

Preparo


1 - Misture os sucos, o azeite e aproximadamente ¼ de colher de chá de sal e pimenta do reino. Separe numa vasilha que servirá para temperar toda a salada. 

2 - Lave e descasque as beterrabas. Se estiver com as folhas, deixe um cabo de 2cm o suficiente pra você segurar. Quando for fatiar.

3 - Eu não tenho uma mandolina (mas ela está na lista de desejos que toda cozinheira tem) e tenho uma versão bem simples que comprei na Liberdade. Você pode usar o lado de fatiar que vem na maioria do ralos multi uso do mercado. Se quiser ralar grosso, o efeito não vai ser o mesmo. A beterraba vai virar uma massaroca. Então se não tiver nenhum tipo de fatiador, use sua habilidade e paciência para fatiar finamente a beterraba e depois fazer palitos bem finos dela. 

4 - Fatie a cebola da mesma espessura, 0.3 cm aproximadamente.

5 - Misture a beterraba, a cebola e a salsinha no molho e ajuste sal se necessário. Deixe descansar por 30 min mexendo de vez em quando. Os sabores vão se combinar a beterraba vai ficar macia, como se estivesse cozida. 

6 - Para servir, escorra o líquido se estiver em excesso e decore com uma colher do queijo preferido. Salpique pimenta e regue com um fio de azeite. 

17 de mar de 2015

Com cacau e muito sabor

Sem ovos. Sem açúcar. Sem leite. Sem forno ou fogo. Sem farinha.
Ou seja, traduzindo pros termos da moda.
Vegana, lac free, gluten free e raw food.

Parece muito sem pra pouco sabor mas esta torta você tem que provar.

Misturei 3 receitas (uma da Flávia do Lactose Não, outra da The Happy Kitchen e outra da Papa Capim) e cheguei a uma incrivelmente boa, que ajustei também as quantidades para caber na minha forma de 26 cm. Não é pra me gabar mas no teste com a família cobaia esta torta passou com louvor como sobremesa do almoço.


Torta raw de cacau 


Ingredientes

Para a massa:
01 xícara de amêndoas com casa 
01 xícara de nozes peca
02 colheres de sopa de óleo de coco
01 colher de sopa de farinha de linhaça
01 colher de sopa de coco ralado
01 colher de café de canela em pó

Para o recheio:
1 e ½ xícara abacate maduro
1 xícara de tâmaras sem semente ou a gosto
01 xícara de leite vegetal, soja ou amêndoas
03 colheres de sopa de cacau 
01 colher de sopa de água de flores de laranjeira 
01 colher de sopa de extrato de baunilha
01 colher de sopa de tahine
01 pitada de sal

Preparo 


Para a massa. Bata as castanhas num processador ou mixer até obter um farofa fina. Acrescente o óleo de coco e as tâmaras e bata até que não tenha pedaço da fruta. Em uma vasilha separada acrescente a canela a farinha de linhaça e o sal. Misture bem.

Unte uma forma de torta, com aro removível ou não, com um pouco de óleo de coco e coloque toda a massa. Pressione com as mãos ou com ajuda das costas de uma colher a vá preenchendo o fundo e as laterais da forma de maneira regular.

Essa é uma etapa importante. Se você não pressionar bem e deixar a massa estável, ao cortar ela pode se despedaçar pois é uma massa bem delicada. 

Leve a geladeira para descansar enquanto prepara o recheio. 



Para o recheio. Meça a quantidade de abacate apertando pra caber direito a medida. Bata todos os ingredientes no liquidificador até ficar um creme bem denso e homogêneo. Tenha um pouco de paciência de parar o liqui e ir remexendo com uma colher pois ele tende a criar uma bolha de ar entre as laminas e não bater por igual. Prove e, se achar pouco doce para seu gosto, pode acrescentar mais tâmaras uma a uma até chegar no ponto que te agrade.


Despeje esse creme sobre a massa e leve a geladeira por pelo menos 02 horas antes de servir. Para uma forma de 26 cm, rende 12 pedaços. 

Depois de fazer e provar eu diria que a qualidade de 2 ingredientes é essencial: cacau e abacate. O cacau tem que ser no mínimo 50% e o abacate tem que estar maduro, se estiver muito verde, amarga. 



2 de mar de 2015

Mani + oca = mandioca

Quando aprendi sobre a indiazinha Mani na escola, nem imaginava que o tubérculo fosse um dia ser alvo de tanta curiosidade minha. Segundo a lenda, Mani nasceu numa tribo tupi e tinha pele branca e alva. A indiazinha trouxe muita alegria à tribo e espalhava luz por onde passava.

Porém, como toda lenda, do fim trágico emana a luz da esperança. Um dia, Mani ficou doente e o pajé da tribo fez tudo que pôde para salvá-la. Porém todos os rituais sabidos não foram suficientes e Mani se foi. No dia de sua morte, os pais resolveram enterrar a pequena na oca onde moravam. Eles regaram o local com água e muitas lágrimas de saudade da menina. Depois de alguns dias, nasceu ali, dentro da oca uma planta cuja raiz era marrom por fora e bem branquinha por dentro (da cor de Mani). Em homenagem a filha, a mãe deu o nome de Maniva à planta. Os índios passaram a usar a raiz da nova planta para fazer farinha e ela ganhou o nome de mandioca e continua sendo a base da alimentação indígena brasileira.

Minha mãe tinha verdadeira paixão por bolo de mandioca. Tratava-o como um iguaria e sempre reclamava do trabalho que dava pra ralar a mandioca. Quando fiz o passeio `a Zona Cerealista, descobri que vendem mandioca ralada, pronta para ser usada. Era o que eu precisava pra deixar a preguiça de lado e explorar melhor este tubérculo que faz tanto bem pra gente. Além de não conter glúten, a mandioca é fonte de sais minerais, como fósforo, ferro e cálcio, vitaminas C e do complexo B, óleos essenciais e proteínas.

Eu fui testando e desenvolvi esta receita. Não é muito doce, não contém glúten e já entrou no cardápio do chá da tarde.

Bolo de mandioca com cacau e damasco

Ingredientes

02 ovos
1/3 de xícara de óleo de canola
1/2 xícara de açúcar mascavo
01 colher de chá de extrato de baunilha
100 ml de leite de coco
1/3 de xícara de água morna
3/4 de xícara de cacau em pó
250 gr de mandioca ralada
1/2 xícara de farinha de linhaça (não contém glúten)
1/2 xícara de farinha de amêndoas
2 colheres de chá de fermento em pó
04 damascos grandes picados
02 colheres de sopa de semente de chia


Mandioca ralada

Preparo 


Pré-aqueça o forno em 180º e unte uma assadeira de bolo inglês (26X10cm). 

Misture os 7 primeiros ingredientes. Adicione a mandioca e as farinhas, mexer bem para não deixar grumos. Se necessário, soltar os grumos da mandioca com a mão antes de juntar a massa.

Misture a chia, o damasco e o fermento diluído em um pouco de água por último. 


Leve para assar por 50 min ou até que o palito saia limpo no teste do palito. Rende 16 pedaços.